domingo, 1 de março de 2015

RJ450!

E para inaugurar o blog, uma homenagem aos 450 anos da cidade do Rio de Janeiro!

            Morar no Rio é mesmo engraçado, aqui a maioria é descendente de algum estado brasileiro, mas bate no peito para falar que é carioca da gema! Adriana Calcanhoto, cantou “cariocas não gostam de sinal fechado” tá aí uma verdade, sinal fechado e engarrafamentos irritam qualquer um, cada minuto no trânsito do Rio pode ser estressante, mas basta um olhar diferente pela janela para apreciar e relaxar com as paisagens naturais que a cidade oferece. Se o engarrafamento é na Avenida Atlântica, o ângulo de 180°C de Copacabana, a princesinha do mar é um ótimo lugar para compor uma música, escrever um poema ou uma carta de amor. Em Botafogo e no Jardim Botânico, em todos os ângulos é possível ver o “Cristo Redentor, braços abertos sob a Guanabara”. O trânsito do Aterro do Flamengo é quase que uma honra aos que atravessam da Zona Sul para o Centro, impossível não sentir orgulho da cidade maravilhosa!
            A verdade é que reclamamos de todo caos, mas talvez não perceberíamos as belas construções arquitetônicas do Centro da cidade, as igrejas construídas nos séculos XVIII e XIX, o Teatro Municipal, o Aqueduto da Lapa entre outras!
            Falar sobre a cidade do Rio, sem falar sobre a Avenida Brasil, é como ir à praia e não comer biscoito Globo, você volta para casa com o sentimento que está faltando algo. A Avenida Brasil, com toda sua extensão, em um primeiro olhar é feia e suja, mas com um segundo olhar você pode assistir, na altura da Vila Militar, um nascer do sol incrível, em Bonsucesso, o castelo da FrioCruz, remete um castelo de contos de fadas, principalmente a noite, quando as luzes roxas das torres são acesas.
            O fim do expediente e a volta para casa é mesmo cansativa, mas pra quem mora em Niterói pode ser relaxante, os privilegiados podem escolher entre atravessar a ponte Rio x Niterói, que garante uma paisagem fabulosa, ou atravessar a baía de Guanabara de barca, a travessia dura cerca de 20 minutos, tempo suficiente para refletir e revigorar as energias para mais um dia de trabalho.
            A singularidade do Rio é perceptível até nas comunidades, o amanhecer da Rocinha, Vidigal e Cantagalo é de invejar qualquer um! Do Piscinão de Ramos é possível ver a igreja da Penha de um ângulo e as luzes da Linha Vermelha refletindo na baía de Guanabara do outro.
            Para não deixar de falar da Zona Oeste, como pode um lugar ser tão urbano e ter tanta natureza ao mesmo tempo? A Barra com sua lagoa, o Recreio com suas praias, o Grumari, a Prainha e Barra de Guaratiba, um cantinho reservado que nem todo caRIOca conhece!
            E para finalizar, já perceberam quantos picos maravilhosos existem no RIO? De uma ponta a outra é possível se maravilhar com as vistas que uma boa trilha oferece.
            Além de todos os atrativos da cidade, ao redor dela também existem lugares maravilhosos, cheios de histórias, glamour e natureza como Petrópolis, Ilha Grande e Búzios.
            Hoje é dia de agradecer, agradecer a Deus por nos afortunar com as maravilhas que o nosso lugar nos proporciona, agradecer as praias que nos relaxam, aos museus que nos ensinam, aos picos que nos orgulhamos de subir. Dia de esquecer um pouco os problemas que a cidade tem. Dizem por aí que os cariocas são marrentos, se acham poderosos e cheios de si. Como não se sentir assim? Façamos jus à nossa cidade!

RIO EU AMO, EU CUIDO!
Parabéns RIO DE JANEIRO!


Laís Gonçalves da Silva, 23 anos. Natural de Niterói, moradora de Bangu, Rio de Janeiro. Descendente de Potiguar.


Um comentário:

Priscila Araujo disse...
Este comentário foi removido pelo autor.